Saiba como os canais digitais podem salvar as suas vendas durante a crise do coronavírus!

Com toda a certeza, 2020 vem sendo um ano bem inusitado Em meio a grandes...
coronavírus

Com toda a certeza, 2020 vem sendo um ano bem inusitado. Em meio a grandes transformações políticas, comerciais e econômicas, o mundo agora mergulha em uma situação ainda mais delicada, com a pandemia do coronavírus.

Esse é um momento fundamental para o uso da nossa criatividade, inteligência e motivação. Por isso, elaboramos este post especial sobre o tema, demonstrando como você pode contornar as dificuldades desse período. Então, vamos lá!

O coronavírus e seus impactos na economia

Em essência, o coronavírus iniciou sua trajetória em Wuhan, uma cidade com cerca de 11 milhões de habitantes, que compõe a província chinesa de Hubei. Nos apoiando sobre os relatórios da OMS, a Organização Mundial de Saúde, podemos descrever sua cronologia da seguinte forma:

  • em 31 de dezembro de 2019, o escritório da OMS na China reportou a detecção de alguns quadros de pneumonia sem causa conhecida;
  • em 3 de janeiro de 2020, o número de casos dessa pneumonia já contabiliza 44 pessoas;
  • em 12 de janeiro, a Comissão de Saúde da China reportou que o contágio se originou em um mercado de frutos do mar, em Wuhan. Também nesse dia, o sequenciamento genético do novo coronavírus foi compartilhado com a comunidade científica;
  • entre os dias 13 e 20 de janeiro, a Tailândia, o Japão e a Coreia do Sul confirmaram seus primeiros casos;
  • essas informações preliminares nos apontam como tudo começou, sendo reportadas no primeiro Situation Report emitido pela OMS.

Então, avançamos dois meses até a redação deste artigo. Após uma série de estratégias de contenção, a situação se alastra e, por meio de viajantes aéreos e terrestres, o contágio alcança os dois lados do globo, recebendo o status oficial de pandemia no dia 11 de março de 2020.

Até o momento desta redação, o último Situation Report — edição 64 de 24 de março — apontava os seguintes dados:

  • 372.757 casos confirmados globalmente, sendo 49.444 destes em nosso continente;
  • a China passou o ápice do contágio, contabilizando mais de 81 mil infectados, com uma estratégia sólida de lockdown;
  • a Itália se consolida como o cenário mais delicado no ocidente, com mais de 63 mil casos confirmados.

Já aqui no Brasil, até a última atualização deste artigo, em 24 de março, contávamos com 1.891 casos confirmados. No entanto, é importante não se apegar a esses números, pois é natural da situação que os dados mudem a todo momento.

Esse é o coronavírus, uma condição que não é extraordinariamente letal. No entanto, o real desafio fica por conta da sua velocidade de infecção, sendo um quebra-cabeça de alta dificuldade para os Ministérios da Saúde de todos os países no mundo.

Por esse motivo, existe uma colaboração global de boas práticas na contenção e combate ao vírus, um esforço que tem sido realizado pelo Brasil, pelo menos no que tange à divulgação de certas práticas e medidas de quarentena, distanciamento e isolamento social.

Mas é aqui que a pulga fica atrás da orelha! Com tantas restrições, o comércio passou a notar suas primeiras dificuldades, já que a interação com o consumidor foi bastante impactada. E então, surge aquela dúvida no ar: como isso vai impactar o meu negócio?

Os impactos sobre o mercado imobiliário

A começar pelos nossos leitores do campo imobiliário. Olhando para o restante do mundo, notamos alguns padrões e, assim, conseguimos antecipar certos quadros que podem se repetir no Brasil.

Por exemplo, na Austrália, existe a expectativa de que haja alguma redução na procura por imóveis, justamente pelo isolamento imposto aos consumidores. Junto a isso, os bancos centrais de todo mundo vêm estudando o corte da taxa de juros, pois isso estimularia o acesso ao crédito nesse momento.

No Brasil, isso já é uma realidade, com o BC reduzindo a SELIC para a mínima histórica de 3,75%, o que, após a crise, pode até mesmo beneficiar o mercado imobiliário, incentivando os consumidores a fazerem o tão sonhado financiamento da casa própria.

Enfim, são muitas as abordagens que podem mudar o que vemos pela frente. O que importa aqui é saber o seguinte, muitos setores serão afetados pela situação, mas o imobiliário está longe de ser um dos mais prejudicados. Quer um exemplo disso?

Bem, basta comparar o seu negócio com os setores imediatamente impactados pelo isolamento, como o comércio de rua, o turismo, a aviação e a hotelaria. Em comum, todos esses empreendimentos dependem da alta rotatividade e da presença física, enquanto o meio imobiliário pode se apoiar nos canais digitais.

Pois como perceberá mais tarde, essas estratégias serão responsáveis por ajudar o seu negócio nesse momento delicado, principalmente na prospecção de clientes. Agora, precisamos dar atenção a outros leitores da OLX: o setor automotivo!

Os impactos sobre o mercado automotivo

Até certo ponto, os mercados automotivos e imobiliários compartilham de muitas semelhanças, como a importância dos anúncios, a existência de meta de vendas e muito mais. E nesse momento, ambos os setores devem estar atentos às melhores estratégias para continuar vendendo.

Então, assim como acontece na venda de imóveis, a compra de carros também exige uma interação física entre cliente, vendedor e produto, não é mesmo? Mas é justamente aqui que os nossos leitores devem se reinventar.

Em uma publicação da Reuters, o gerente de uma concessionária Buick foi entrevistado, em Michigan. Segundo o profissional, o número de visitas à loja caiu em 30%, em uma conversa que ocorreu no dia 13 de março.

Agora, por que essa informação é importante para você? Basicamente, porque o Brasil está algumas semanas atrás da mesma trajetória do Covid-19 nos EUA. Por isso, essa é uma realidade a qual os nossos leitores devem se antenar.

Então, qual foi a resposta da China, o primeiro país a entrar e, ao que tudo indica, a sair dessa situação? Pois bem, o mercado chinês teve uma carta na manga, que foi migrar em massa para o ambiente online, familiarizando o consumidor com essa alternativa.

Os canais digitais como ferramentas de prospecção, vendas e redução de prejuízos

É por conta desses exemplos que todos os nossos leitores, sejam do ramo automotivo ou imobiliário, precisam ficar atentos ao meio digital mais do que nunca. Se existe uma época para investir no ambiente online, esse momento é agora!

Basta considerar que o isolamento temporário coloca uma limitação física nos seus clientes. Ou seja, sem o marketing, a internet, as redes sociais e os anúncios, a sua marca simplesmente deixará de existir durante esse período.

Da forma como percebemos, se você deseja sustentar o seu número de vendas ou, pelo menos, formar uma base sólida de clientes para a recuperação econômica, esse é o momento perfeito para arregaçar as mangas e investir suas fichas na construção de uma boa reputação digital, aliando site próprio, anúncios na OLX e produção de conteúdos nas suas redes sociais.

Com um bom planejamento e a soma dessas táticas, você manterá a sua marca viva na cabeça dos clientes, sem cair no esquecimento causado pela distância. Agora, veja o que você pode fazer para aprimorar a sua estratégia digital!

Conecte-se com o seu cliente

Tudo na vida é uma questão de ponto de vista. Uma coisa é olhar para a crise e pensar: poxa, essa crise parou o mundo! Outra coisa é olhar para a situação e concluir: bem, estamos todos no mesmo barco!

Ou seja, os desafios à sua frente são os mesmos enfrentados pelos seus maiores concorrentes. Por mais difícil que seja, uma paralisação desse tamanho nivela a todos em um mesmo patamar de dificuldade. Literalmente, quem ganha nessa situação é quem age com criatividade.

E o que você pode fazer, em plena quarentena, para simpatizar com os seus clientes e prospectar contatos? Justamente, mostrar para o seu consumidor que você também está nessa situação!

Para isso, você pode aproveitar o momento para abrir um canal no YouTube da sua concessionária ou imobiliária e, então, promover uma live. O objetivo dessa estratégia, convidando a todos nas suas redes, é usar do momento para uma conversa franca com o consumidor.

Assim, respondendo dúvidas que eles possam ter sobre aluguéis, seguros, discutindo a situação atual, enfim. Uma conversa amistosa e livre de pretensões é a melhor coisa que você pode fazer para entreter um cliente que já tem pouco para fazer.

Esteja presente no mundo online

Se existe um momento em que o seu negócio precisa de visibilidade, esse momento é agora. Por isso, aproveite o fato de que muitas pessoas estão em casa, entediadas, passeando entre as páginas para colocar os seus imóveis ou veículos em destaque na OLX.

O objetivo em um momento como esse é ser visto pelo maior número de leads, atraindo seus contatos. Pois veja, a queda no número de pessoas visitando imóveis e concessionárias não é porque elas deixaram de desejar esse bem, mas sim por uma imposição de força maior.

Antes dos isolamentos serem decretados, a OLX contabilizava mais de 310 milhões buscas mensais por imóveis na plataforma, e 750 milhões se olharmos para os números dos carros. O interesse por mobilidade e moradia continua alto, o que muda nessa hora é como as pessoas vão atrás dessa informação.

Além de tudo, os Planos Profissionais da nossa plataforma ainda servem para catapultar os seus anúncios para o topo das páginas, evitando a republicação e garantindo o destaque pelo maior tempo possível.

Invista na gestão das suas mídias sociais

Da forma como percebemos, o período de isolamento será determinante para mostrar a participação das estratégias digitais na era moderna. Com todos em casa, você precisa ir até o cliente pela internet, entrando na sua vida pela tela do celular, computador, tablet e tudo o mais.

Com o aumento da permanência das pessoas nas redes sociais, é fundamental que as páginas do seu negócio estejam por lá, seja criando empatia com posts de boas práticas contra o contágio ou amenizando a situação, com a produção de conteúdos distrativos para a ansiedade do momento, como Conheça os nossos X apartamentos mais tecnológicos ou Veja os X sedans mais velozes da nossa loja!

Então, é isso, apesar dos desafios pela frente, agora você tem as informações certas para balizar as suas próximas estratégias. E lembre-se: todos estamos nessa juntos. Ninguém está isento. Agora, vamos em frente porque o show precisa continuar! 

E aí, você gostou deste artigo esclarecendo o impacto do coronavírus no seu setor? Então, aproveite o momento para espalhar essa informação positiva mostrando para os seus colegas que essa é a hora certa para prospectar novos clientes. Para isso, compartilhe o post nas suas redes sociais!

olx ensina

Receba nossos conteúdos em seu e-mail

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.