Freio ABS: como funciona e o que é

Entenda para que serve o Freio ABS e como ele fornece mais segurança.
capa de artigo sobre freio abs, o que é e como funciona

O freio ABS é uma tecnologia que existe desde 1978, quando surgiu em modelos luxuosos e avançados, a exemplo do Mercedes-Benz S-Class, primeiro carro equipado com ele na história. Com o passar dos anos, o recurso foi se popularizando tanto que passou a ser obrigatório em diversos países – incluindo aqui no Brasil, onde ele deve estar presente em todos os carros lançados a partir de 2014. Entenda abaixo como funciona o freio ABS e para o que serve.

O que é o freio ABS?

O freio ABS busca eliminar a possibilidade de derrapagem dos veículos. (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

A sigla ABS significa Sistema de Freio Antitravamento, em tradução do inglês. Ele é uma tecnologia de frenagem mais complexa e segura que o antigo freio mecânico. Por isso ele se tornou obrigatório, pois é capaz de reduzir a velocidade de um veículo com maior eficiência. Como o nome indica, o freio ABS serve para evitar o travamento das rodas durante a frenagem, que ocorre com o freio convencional devido à forma como esse processo de redução ocorre.

Com o freio convencional, a frenagem é tão intensa e instantânea que os pneus perdem a aderência com o chão, reduzindo o atrito e é aqui que acontece o que conhecemos como derrapagem – o frio ABS, inclusive, é inventando para eliminar essa possibilidade, já que esse fenômeno é perigoso e leva à perda de controle do veículo.

Para isso, o sistema de freio ABS controla a intensidade de frenagem, como se estivesse “bombando” o freio. Ao invés de parar as rodas de uma vez, ele vai parando ela aos poucos, dando breves intervalos que são imperceptíveis para o ser humano. É assim que o Sistema de Freio Antitravamento garante que as rodas permaneçam com aderência e o que o motorista consiga controlar a direção do veículo enquanto freia, o que não é possível quando ocorre a derrapagem.

Tipos de freio ABS

A tecnologia BAS ajuda a frear após uma pisada brusca no pedal. (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Podemos dizer que existem tipos diferentes de freio ABS, mas apenas porque alguns carros têm sistemas auxiliares que acompanham ele. Em todos os casos, a tecnologia do freio continua sendo a mesma. Sendo assim, alguns veículos são equipados com o EBD, que é a Distribuição Eletrônica de Frenagem. Com ela, uma central eletrônica consegue detectar qual roda do carro precisa frear mais e qual deve continuar girando para que o controle da direção seja mantido.

Outra tecnologia que pode acompanhar o freio ABS é o BAS (ou Assistente de Frenagem de Emergência). Esse recurso é feito para ajudar o motorista a frear o carro completamente quando detecta que a “pisada no pedal” foi brusca e repentina. Por fim, o Sistema de Freio Antitravamento também pode vir acompanhado do ESC, que é o Controle Eletrônico de Estabilidade, uma tecnologia que está prestes a se tornar obrigatória no Brasil e que utiliza as funções do freio ABS para garantir que o veículo permaneça sob controle do motorista, podendo reduzir ou aumentar a rotação de cada roda em situações críticas, como curvas, terrenos acidentados ou sob chuva, automaticamente.

Freio ABS x freio a disco: qual o melhor?

Na verdade, uma coisa não exclui a outra. O freio ABS é uma tecnologia de assistência e controle da frenagem, enquanto o disco é uma peça mecânica usada para parar a roda. Assim, é possível que um veículo seja equipado com os dois ao mesmo tempo. Para ilustrar, podemos citar o freio a tambor, que é outro tipo de mecânica de frenagem e substitui os discos. Da mesma forma, um veículo também pode ter freios a tambor com a tecnologia ABS.

Veja também:

olx ensina

Receba nossos conteúdos em seu e-mail