Como economizar energia elétrica e reduzir o preço da conta de luz

Aprenda a economizar energia elétrica em casa e salvar uma grana extra.

Ficar em casa durante a pandemia foi uma experiência inédita para muitas pessoas; como consequência, as famílias passaram a consumir mais e sentiram como a conta de luz aumentou no orçamento do final do mês. Pensando nisso, nós montamos um tutorial com dicas de como economizar energia elétrica e reverter esse gasto em uma grana extra no final do mês. Dá para reduzir o consumo em sua residência a partir da iluminação, dos aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos, entre outras dicas. Confira!

Iluminação

Trocar as lâmpadas incandescentes pelas de LED ou fluorescentes é o primeiro passo para uma iluminação mais econômica. (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Para diminuir a conta de luz na pandemia é preciso começar pela iluminação. A primeira dica é substituir as lâmpadas incandescentes pelas de LED ou fluorescentes. Estima-se que as lâmpadas econômicas duram 10 vezes mais que as incandescentes, além de iluminar mais com menos potência. A segunda dica é evitar apagar e acender a luz muitas vezes, pois o consumo maior das lâmpadas fluorescentes está principalmente no ato de acender.

Mas, se você já realizou a troca das lâmpadas, o primeiro passo é valorizar a luz natural o máximo de horas durante o dia. Para as casas em construção ou reforma: prefira cores claras na parede. Além disso, posicionar as janelas em lugares estratégicos de acordo com a posição do sol ou usar claraboias em algumas partes do telhado são ótimas maneiras de otimizar a luz solar nos ambientes. Vale ressaltar que apagar as luzes segue sendo uma das dicas infalíveis. Para ficar mais fácil, é possível instalar temporizadores de movimento, ou sensores, nos lugares da casa que são usados com menor frequência.

Aparelhos eletrônicos

Tirar da tomada os aparelhos em “stand-by” é o primeiro passo para evitar o desperdício elétrico. (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Quantos aparelhos eletrônicos que nunca são retirados da tomada você tem em casa? Muita gente não sabe que esses aparelhos com stand-by (aqueles que mantém uma luz acesa no painel), como TVs, micro-ondas, impressoras, caixas de som, laptop e DVD continuam consumindo mesmo estando desligados. Por isso, a primeira dica é tirar todos os fios desses aparelhos da tomada enquanto não estiverem em uso.

A segunda dica é para aqueles que não conseguem dormir com a TV desligada. Nesses casos, que podem representar um gasto elétrico de até 12%, escolha o timer que programa o desligamento do aparelho. Caso o modelo que você possui não conte com esse recurso, recomendamos a troca por uma TV usada na OLX com desligamento automático, para evitar que ela não passe a noite toda ligada.

A terceira dica é racionalizar o consumo do ferro de passar roupa e do chuveiro elétrico. No primeiro caso, busque juntar a maior quantidade de roupas para passar de uma só vez, assim você poupa tempo e otimiza o gasto energético. No caso dos chuveiros, prefira tomar banhos rápidos, com menos de 10 minutos. E não demore para trocar a resistência quando estiver queimada, para não forçar a fiação elétrica e evitar acidentes. Ah! Manter a chave na posição verão faz com que você economize até 30% da energia gasta.

Eletrodomésticos

(Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Os eletrodomésticos são fontes de alto consumo de energia em casa, principalmente quando levamos em conta fatores como o compressor, a frequência de uso e o selo de eficiência energética. A primeira dica é optar por modelos com selo Procel A em eficiência, que indicam maior economia de energia no final do mês.

Aproveitando a evolução tecnológica da nossa geração, uma dica para quem está com o orçamento folgado é investir em compressores com a tecnologia Inverter. Esse sistema controla o fluxo de energia e regula a forma como os aparelhos operam. Além de diminuir o ruído do motor, ele resulta no consumo de energia de 30% a 40% menor, quando comparado com modelos que usam compressor convencional. Segue abaixo dicas para os eletros mais comuns e que já estão disponíveis na opção Inverter.

Geladeira

A primeira dica é fazer o degelo na hora certa, já que o acúmulo de gelo gera mais trabalho para o motor. Outro detalhe importante é verificar a vedação. Para conferir a eficácia da borracha faça o teste do papel: coloque uma folha na porta fechada e puxe. Se o papel sair facilmente é um sinal de que a borracha deve ser trocada. Posicionar a geladeira em um local ventilado também ajuda na economia. Por isso, escolha um lugar longe do fogão para evitar a troca de temperatura.

Máquina de lavar e secar

A dica mais importante é lavar as roupas na capacidade máxima. Ou seja, acumule o máximo de roupas para lavar em um ciclo completo, para diminuir a frequência das lavagens. Outra dica é limpar periodicamente o filtro da máquina, o que otimiza o esforço do motor. E se você usa secadoras, aproveite o máximo o calor do sol para secar suas roupas. Deixe a máquina de secar para os momentos de maior umidade e urgência.

Ar-condicionado

O hábito mais relevante para diminuir o consumo é desligar o aparelho quando o ambiente estiver vazio. Outra dica fundamental é não obstruir a saída de ar e proteger a parte externa do sol, para evitar danificações no motor. Quanto ao filtro, é importante manter ele livre de sujeiras, pois elas impedem a passagem do ar e acionam o temporizador do ar-condicionado mais vezes para manter a temperatura.

Outras dicas

A energia solar está cada vez mais popular e acessível e é uma maneira limpa de produzir energia elétrica. (Imagem: Reprodução/Shutterstock)

Além de garantir uma grana extra no final do mês, economizar energia elétrica em casa contribui para praticar um consumo sustentável que não prejudique o meio ambiente. Nesse aspecto a energia solar é a melhor opção, 100% limpa. A boa notícia é que já existem kits com painéis de diversos tamanhos para instalação. O investimento compensa em todos os campos, já que a transformação da luz do sol em energia é feita sem emissão de poluente e é livre de qualquer outro impacto ambiental.

Por fim, se você já pratica esses hábitos, mas notou que a conta de luz atingiu um consumo fora do normal, a culpa pode ser da fuga de energia. Para ter certeza, é só fazer o teste: apague todas as luzes e desligue todos os aparelhos elétricos. Depois de alguns minutos, verifique se o medidor de luz permanece parado. Se ele continuar girando, procure um eletricista, pois problemas na fiação podem causar fuga de energia sem que você note.

Veja também:

Receba nossos conteúdos em seu e-mail